domingo, 25 de maio de 2014

Morte aos amores platônicos

Narcisa de tanto amar e não ser correspondida
Teve uma brilhante ideia
Quem não a corresponder, não corresponda
Quem a quiser e não houver recíproca, entenda
E aos amores platônicos... morram todos
Vocês não existem

Nenhum comentário: