sábado, 24 de setembro de 2011

Introversos

É espontâneo, é infinito
tão meu e tão só
esse amor que por acaso sinto
não sei por que,
mal sei por quem

Só sei que amo
amo os pássaros que voam livres
e as flores que enfeitam o chão
amo teu rosto corado
teu sorriso de lado
e o tocar das tuas mãos

É espontâneo, é infinito
tão meu e tão só
é instantâneo
e tão bonito
tão meu (e só meu)

Eis que amo em introversão.

2 comentários:

Anônimo disse...

Te quero,mas você me ignoras.
Penso em você todos os dias,mas como demonstrar?Você não imagina o quanto a sua percepção do mundo se parece com a minha.Seriamos um a busca que estamos a procurar por anos?Quero e não sei como exprimir isso em palavras.Estaria eu somente criando algo que só existe em minha mente?Quero fazer parte de sua vida,você me permite?

Anônimo disse...

Te quero,mas você me ignoras.
Penso em você todos os dias,mas como demonstrar?Você não imagina o quanto a sua percepção do mundo se parece com a minha.Seriamos um a busca que estamos a procurar por anos?Quero e não sei como exprimir isso em palavras.Estaria eu somente criando algo que só existe em minha mente?Quero fazer parte de sua vida,você me permite?