quinta-feira, 16 de junho de 2011

Desencontro

Ela hesitou
Ele escreveu
Ela se virou
Ele mal percebeu

Era dia
Meio-dia
Sol a pino
E um cara franzino
Pela rua a andar

Era dia,
Meia-noite

Entre lençois e travesseiro
Usando flores no cabelo
Estava a menina a descansar
Rasgada uma carta
De final "venha me amar"

Começou de olhares assustados
E para amor platônico evoluiu
Se quer saber quem amou primeiro
Quem será que do outro o coração partiu?

Nenhum comentário: