sexta-feira, 13 de maio de 2011

Flor entre páginas

Letra sem música 
é como amor sem encontro;
um terno desencontro
entre belos e malditos

Nela a beleza sempre oculta
é a maldição por sua vez incutida
é a pureza outrora refletida
por mais outro coração sem cura

Se é cuidado o que ainda perdura
ou se é aversão o que ainda se impõe
se lhe persistem mágoa, medo e lamúria
por que fé ao amor ela ainda propõe?

Nenhum comentário: