sábado, 21 de maio de 2011

Eu digo não

Então desperdiço o meu tempo
vou e devaneio um amor
faço meu o que é do vento
seguro o ar com as minhas mãos
e invento outro, outro e outro;
um para terça, quarta e quinta
outro para o final de semana,
só pra diminuir a monotonia
fazer da noite o meu dia
me trazer inspiração;
eu amo com a mente
abaixo o suicídio do coração.

Um comentário:

rama disse...

lindo...e o suicidio deve ter um risco por cima...sempre!