quarta-feira, 9 de março de 2011

Hein?

Encontrei um par de sapatos que já tanto andou
Encontrei duas meninas que há muito já brigaram
Encontrei no espelho ao lado uma cicatriz profunda
Encontrei no subconsciente a terra mais imunda

Estamos presos no infinito
com a finitude de nossas vidas
arrastando ideias perdidas
seja para qual caminho for

Nós só vamos
andamos
em direção da luz
acesa no fim do túnel
túnel esse sem fim.

Nenhum comentário: