quarta-feira, 2 de março de 2011

Classificados

Às vezes quero ser outra pessoa
vivo declarando auto-promessas,
mas, de repente:
super amor-próprio
- eu descumpro todas elas

Como se temperamento fosse roupa
"Quero essa, a outra está pra lavar"
vou eu assim, ora trocando,
ora cosendo remendos

(o Frankenstein mais bonito que você já viu)

Sou tão sem compromissos comigo mesma,
tendo todos eles ao mesmo tempo
Acho que sou duas pessoas
ou um (des)equilíbrio de dualismos

Só não digo que sou bipolar
gosto do jogo das palavras,
não subestimo doenças.

3 comentários:

Supertramp disse...

Sensacional!

You
Really
Play
With
The
Word(l)s.

Ana Clara disse...

[eu me achando] *----*

Rubens Saints disse...

:)