domingo, 27 de março de 2011

Obs. 3:

Às vezes gosto das coisas do jeito que estão,
mudar significa esforço a mais;
mas eu disse às vezes,
o sempre eu quero de um jeito melhor.

sábado, 26 de março de 2011

Utopia do eu-poeta

Acho, então, que ele notou
pelos versos de quem os criou
a real intenção do autor

Desperceba,
por favor


e desculpe se ofensa isto virar,
o eu-poeta nada mais faz
além de querer e além de sonhar.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Dez oito

Dias 18 - Dia do Poder Mental

Quem nasce neste dia (um dos mais poderosos), pode escolher: ser elevado ao lugar mais alto ou se ver na lama. Em outras palavras, é tão poderoso para o positivismo, como o é para o negativismo.
É o número dos líderes religiosos influentes, dos magos, médiuns e também dos bruxos.
Os que estão sob esta influência podem, se assim o desejarem, serem felizes ou infelizes, poderosos ou desgraçados.
De natureza psíquica, o 18 é profundamente espiritual; tem contato com dimensões superiores, visões, de ampla e irrestrita intuição, é comunicativo e altamente sensível a problemas espirituais. É um vencedor nato! É inteligente, tem mente ativa e desperta e consegue se sobressair em quase todas as atividades.
Os seus maiores inimigos são seus próprios defeitos: vaidade e ambição.
No outro extremo, ou seja, caso não seja envolvido espiritualmente, tem tendência a se entregar ao pessimismo, por medo do desconhecido, do futuro e, quase sempre, nesse estado, acaba sendo presa fácil para as adversidades, terminando na ruína completa.
Tem no seu lado positivo, a intuição e independência prestativa e desinteressada, intelectual, emotiva e requintada, gostando de discutir sobre os mais diversos assuntos; no negativo, acentua-se o humor variável, a crítica e a discussão sem qualquer fundamento.
Estas variações levam-o a constantes modificações, desapontamentos, perdas e também viagens de fuga. Porém, quando quer, consegue superar todos os obstáculos, pois é um grande lutador, encarando todos de frente, sem medo de nada nem de ninguém.
Tem caráter afetivo e é também dedicado aos outros. Como é muito prestativo, consegue fazer amizades com facilidade e ter relacionamentos duradouros, pois também é muito amoroso, apesar de ser facilmente vulnerável e explosivo.
As frustrações levam-no a perturbações cardíacas, enxaquecas, melancolia e problemas no sistema nervoso. Deve evitar o cigarro, o álcool e as drogas.

Material retirado do estudo da Cabala,
"o dia em que você nasceu bate com a sua forma de agir"
Um e-mail que recebi :D

Afável

Gosto de sentimentos amenos
assim como os dias de outono são;
e de algumas sensações a menos
quando o ego entra em questão

Gosto do útil e do agradável
do amável, do gentil;
até gosto mais do Brasil
quando acaba o carnaval

Para o que é intenso e impulsivo
se diz perdão e há arrependimento
aparentemente calmo e caótico por dentro
sem dar atenção aos pormenores

O defeito do brasileiro é exagerar do jeito errado.

quinta-feira, 24 de março de 2011

O tal do amor

O amor é tudo
O amor não existe
O doce é o amargo
Da dor que persiste

Dor de quem passa a vida inteira
tentando fugir da solidão;

que consiste em carregar o coração no bolso
ou numa corrente pendurada no pescoço
pra ficar mais fácil de se atirar ao chão

O amor dói
e não é preciso amar para saber

se agora conto a maior mentira de todas
por que então Romeu e Julieta
tiveram de morrer?

segunda-feira, 21 de março de 2011

Luz antiga

(Nando Reis)

Eu só queria que você cuidasse

Um pouco mais de mim como eu cuido de você
Cuidar é simplesmente olhar
Prum mundo que você não vê

Pra medir o amor não existe cálculo
Um mais um pode não ser dois
Futuro é linda paisagem
Desejo que não é sonho é mera ilusão

Se não sabe se afaste de mim (...)

domingo, 20 de março de 2011

Obs. 2:

Os pássaros que não voam
são como os ovos que não eclodem.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Torpor

Me perco nos tantos céus que nas estrelas existem
e também no brilho com o qual elas persistem
só pra tornar o azul veludo mais especial

Que seja banal ou fraco o argumento
dessa viagem rumo à felicidade visual
mas isso tudo é tão bonito
que nem eu mesma me permito
sair a procura de algo mais arrebatador

Se dá pra se apaixonar usando os olhos
eu não quero mais nada, mais nada
nem amor e nem dor
só esse torpor que a noite me causa

Obs.:

O coração é o órgão mais idiota
eis minha conclusão final

Como é ter todos os sentimentos
e não saber nada sobre eles ao mesmo tempo?

Interrompido

Vai-se com a fumaça do cigarro aceso por um terceiro
enquanto permanece na densa monotonia
É tudo hipocrisia, máscaras e pudores sem sentido,
é tudo desventura e sacrilégio sem igual
tratar as pessoas como nunca se trata um animal
tratar o ego como um pequeno broche perdido
fazer da onça seu melhor amigo
É a vida, é a vida...
é o mundo melhor dizendo

O mundo dos homens, das mulheres
e das crianças interrompidas.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Outra auto-definição

Posso ser muitas coisas,
muitas pessoas,
ser um exemplo
e uma casa sem chão.

Posso ser uma decepção,
um simples não,
uma excessão à regra
ou um privilégio sem concessão.

Posso ser a chuva
ou posso ser o vento,
o egoísmo, o amor.

Tenho um pouco de tudo
e, às vezes,
nada por dentro.

Só de uma coisa tenho certeza
você decide se enxerga com beleza,
porque não sou de guardar rancor.

As palavras sobre as quais tenho domínio
já não me causam tanto fascínio
quanto aquelas que nunca possuí.

Enquanto isso, enquanto escrevo,
repenso nas muitas coisas as quais me atrevo
e às quais um dia irei dizer "nunca vivi".

quarta-feira, 9 de março de 2011

Que brilhem as estrelas

Tenho tanta coisa pra dizer
de um jeito mais bonito;
fazer melhor
só pra lembrar
sentir saudades
levar comigo
com mais alguém
indo além
das meias palavras
dos meros versos
dos sentimentos adversos
sobre vazio interior.

Hein?

Encontrei um par de sapatos que já tanto andou
Encontrei duas meninas que há muito já brigaram
Encontrei no espelho ao lado uma cicatriz profunda
Encontrei no subconsciente a terra mais imunda

Estamos presos no infinito
com a finitude de nossas vidas
arrastando ideias perdidas
seja para qual caminho for

Nós só vamos
andamos
em direção da luz
acesa no fim do túnel
túnel esse sem fim.

domingo, 6 de março de 2011

Todo carnaval tem seu fim

(Los Hermanos)

Todo dia um ninguém josé acorda já deitado
Todo dia ainda de pé o zé dorme acordado
Todo dia o dia não quer raiar o sol do dia
Toda trilha é andada com a fé de quem crê no ditado
De que o dia insiste em nascer
Mas o dia insiste em nascer
Pra ver deitar o novo

Toda rosa é rosa porque assim ela é chamada
Toda Bossa é nova e você não liga se é usada
Todo o carnaval tem seu fim
Todo o carnaval tem seu fim
E é o fim, e é o fim

Deixa eu brincar de ser feliz,
Deixa eu pintar o meu nariz

Toda banda tem um tarol, quem sabe eu não toco
Todo samba tem um refrão pra levantar o bloco
Toda escolha é feita por quem acorda já deitado
Toda folha elege um alguém que mora logo ao lado
E pinta o estandarte de azul
E põe suas estrelas no azul
Pra que mudar?

(...)

quinta-feira, 3 de março de 2011

Despeito

O que faço com essa vida de platéia?
Jogo tomates nos protagonistas e tomo o lugar?
Acho mesmo que nasci para bater palmas
enquanto todos têm o holofote para si;

Já que não tenho papel na história
devo pelo menos descrevê-la com minhas palavras
(em detrimento das considerações finais).

quarta-feira, 2 de março de 2011

Classificados

Às vezes quero ser outra pessoa
vivo declarando auto-promessas,
mas, de repente:
super amor-próprio
- eu descumpro todas elas

Como se temperamento fosse roupa
"Quero essa, a outra está pra lavar"
vou eu assim, ora trocando,
ora cosendo remendos

(o Frankenstein mais bonito que você já viu)

Sou tão sem compromissos comigo mesma,
tendo todos eles ao mesmo tempo
Acho que sou duas pessoas
ou um (des)equilíbrio de dualismos

Só não digo que sou bipolar
gosto do jogo das palavras,
não subestimo doenças.