terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Verão morto (melhor que o seu)

Sou uma eterna insatisfeita
que despreza e rejeita

qualquer tipo de estagnação

Queria mais calor

e um pouco mais de tudo

nessas quentes noites de verão

Elas me pedem uma tal felicidade

pedido ao qual não dou prioridade
em nome do bom senso natural

Acho mesmo que deve ser problema meu
pois o alvo disso tudo sou eu
e pra mim, parece estar pegando mal

Amanhã já é dezesseis
e me digam vocês,
o que têm feito de bom?

Eu poderia estar morrendo de inveja
mas minha cabeça lateja
o que sua vida fútil quer dizer?

Agora você me pergunta
o porquê de tudo isso
mas pro seu tempo é desperdício
querer saber de mim

Vá então para o seu sábado a noite
não fique pra sentir pena
seu falso apreço me condena
não, obrigada, vivo bem assim.

Nenhum comentário: