domingo, 5 de setembro de 2010

Medo

Há em mim uma sensação de falta de expectativas, de que o futuro não me pertence ou seja lá o que for. Não sei como se explica, honestamente. É como se eu morresse com o relógio parado ao meu lado, como se os anos chegassem e eu não os visse passar me levando com eles. É um desespero que me diz "oi" de vez em quando.

Sou receosa quanto ao tempo.

Nenhum comentário: