domingo, 29 de agosto de 2010

Veraneio

Eu tinha a casa em ótimas condições, perfeita para o veraneio.
Sucederam-se as típicas tempestades,
aquelas que deixam aguado tudo o que é veemente:

carregaram o meu sorriso com a chuva que doía.

O que era ingênuo foi subjugado:
a árvore passou a mendigar suas graças.

Foi outono aquele dia.

Nenhum comentário: