segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Confissão

Jaz aqui um conto de uma vida tediosa, mais um capricho meu, um no qual a garota se apaixona pelos olhos do rapaz. Olhos verdes, olhos azuis, você é tão misterioso... Garanto que seus olhos misturam o céu e o mar abraçados ao horizonte.

Já estes meus olhos não são dignos de confiança, iludem a pobre moça que aqui se confessa... Creio eu, este ser mais um mero devaneio de adolescente que se rende a qualquer par de olhos bonitos.

Que posso eu fazer se você me chama a atenção?
E os seus olhos também fitam os meus, correto?

A mente nega e reafirma:
É tudo culpa destes teus olhos cinzas
querendo os azuis.

Nenhum comentário: