quinta-feira, 24 de junho de 2010

Tão longe

Sob luzes estive me guiando até o pôr-do-sol no cais do meu sonhar, o arrebol prendeu-me e lá permaneci até que este azul-arroxeasse e não mais fosse. De um vermelho e laranja vibrante, fui ao azul profundo de uma noite toda pontilhada de pequenos pontos brilhantes lá longe,
lá longe...

Nenhum comentário: